A prevenção é o melhor caminho

O envelhecimento da pele é um processo biológico complexo que é consequência tanto do envelhecimento intrínseco ou geneticamente programado que ocorre com o tempo, quanto do envelhecimento extrínseco causado por fatores ambientais. O aumento dramático do envelhecimento da população e o impacto psicossocial do envelhecimento da pele criaram uma demanda por intervenções eficazes. 

Os avanços que foram feitos nos últimos 25 anos em nossa compreensão das alterações clínicas, bioquímicas e moleculares associadas ao envelhecimento levaram ao desenvolvimento de muitas abordagens diferentes para reduzir, adiar e, em alguns casos, reparar os efeitos adversos do envelhecimento. envelhecimento intrínseco programado e lesão ambiental extrínseca.

Um número cada vez maior de pessoas visita as clínicas de estética buscando o tratamento para a prevenção e tratamento do envelhecimento da pele. Evitar o sol e usar protetor solar são estratégias amplamente aceitas de prevenção primária contra o fotoenvelhecimento. Evidências convincentes mostram que a aplicação tópica de retinóides tem efeito na reversão, pelo menos parcialmente, do fotodano leve a moderado.

Antioxidantes e alfa-hidroxiácidos podem alterar a estrutura e função da pele. Enzimas que reparam danos no DNA ou oligonucleotídeos que aumentam a capacidade endógena de reparo de danos no DNA podem vir a ser futuras intervenções preventivas/terapêuticas para o envelhecimento da pele.

A pele humana sofre modificações que afetam suas propriedades estruturais e funções de barreira envolvidas na proteção contra danos relacionados à idade. A glicação é uma reação não enzimática entre macromoléculas e açúcares causando alterações nas fibras elásticas e envelhecimento precoce da pele. A glicação pode ser prevenida por uma variedade de moléculas bioativas; no entanto, atualmente apenas alguns deles são validados para inclusão em produtos cosméticos.

Os distúrbios cutâneos que apresentam pigmentação anormal são muitas vezes difíceis de tratar devido à sua etiologia ou patogênese incerta. A pigmentação anormal é um sintoma comum que acompanha o envelhecimento da pele. 

A associação entre o envelhecimento da pele e as anormalidades da pigmentação da pele pode ser atribuída a certas doenças hereditárias caracterizadas por envelhecimento prematuro e pigmentação anormal da pele e algumas modalidades terapêuticas eficazes para ambos.

Vários mecanismos moleculares, incluindo estresse oxidativo, mutações no DNA mitocondrial, danos no DNA, encurtamento dos telômeros, alterações hormonais e comprometimento da autofagia, foram identificados como envolvidos no envelhecimento da pele.

Bem são várias as formas de promover a prevenção do envelhecimento, todos sabem que eu tenho um queridinho no contexto que é a ozonioterapia e já se sabe que a exposição racional a uma quantidade mínima de ozônio atuando como um leve estressor induz uma notável melhora de atividades metabólicas cruciais capazes de preservar uma boa saúde por vários anos.

Seja com ozônio ou com alguma metodologia preventiva invistam na prevenção, é a chave para a sua boa saúde fisiológica e estética.

Bibliografia:

Jerry L McCullough, Kristen M Kelly. Prevention and treatment of skin aging. Ann N Y Acad Sci. 2006 May;1067:323-31. doi: 10.1196/annals.1354.044. 

Antoniou C, Kosmadaki MG, Stratigos AJ, Katsambas AD. Photoaging: prevention and topical treatments. Am J Clin Dermatol. 2010;11(2):95-102. doi: 10.2165/11530210-000000000-00000.

Markiewicz E, Jerome J, Mammone T, Idowu OC. Anti-Glycation and Anti-Aging Properties of Resveratrol Derivatives in the in-vitro 3D Models of Human Skin. Clin Cosmet Investig Dermatol. 2022 May 19;15:911-927. doi: 10.2147/CCID.S364538. eCollection 2022.

Ai-Young Lee. Skin Pigmentation Abnormalities and Their Possible Relationship with Skin Aging. Int J Mol Sci . 2021 Apr 2;22(7):3727. doi: 10.3390/ijms22073727.

Bocci, Velio; Zanardi, Iacopo; Travagli, Valter. Potentiality of Oxygen-Ozonetherapy to Improve the Health of Aging People. Current Aging Science, Volume 3, Number 3, 2010, pp. 177-187(11)

Rafael Ferreira

Para baixar as informações e prescrições, preencha os dados abaixo

Clique no botão e faça o download do arquivo