ACO3 no tratamento de DTM muscular

A Disfunção Temporomandibular, ou o popular problema de ATM, podem ser definidas como um grupo de alterações ou problemas nas articulações que ligam o maxilar (parte superior da arcada dentária) e a mandibular (parte inferior da face).

São inúmeros os agentes causadores dos problemas, geralmente o problema surge a partir de uma combinação de fatores, como hábitos parafuncionais, alterações hormonais, problemas na oclusão bucal, traumas locais, alterações degenerativas articulares, perda de elemento dental ou da dimensão vertical e até mesmo fundo psicoemocional.

Apesar de um maior conhecimento sobre o tema e uma melhor higiene bucal do que no início dos relatos de casos, o impacto emocional, o envelhecimento populacional em somatória aos outros fatores tradicionais demonstram um aumento na incidência do problema na população.

Essa síndrome afeta milhares de pessoas por todo mundo, de diferentes idades, raças e sexo, embora as mulheres na idade adulta apresentam maior incidência do problema.

De maneira geral os pacientes se queixam de dores locais, dificuldade mastigatória ou mesmo durante a fonação, estalos e até mesmo enxaqueca.

A tenção que se implementa sobre essa região de encontro de diferentes tecidos (osso, articulação, músculo) leva o paciente a tratamentos longos e com uma grande reincidência de agudização do problema, principalmente quando o gatilho emocional está envolvido.

Bem o mundo ideal seria tentar utilizar um insumo que pudesse aliviar a dor da região, controlar processos inflamatórios, trabalhar sobre as zonas de desgastes articular e ósseo sem gerar os tradicionais problemas promovidos pelo uso crônico de analgésicos, anti-inflamatórios não esteroidais e dos corticoides, bem a única maneira de fazer mais com menos aqui só nos leva a uma resposta plausível, a ozonioterapia.

Que fique claro que não estamos indicando que nenhum tratamento tradicional seja suspenso ou mesmo simplesmente substituído, isso iria contra a proposta original da ozonioterapia, que é um tratamento integrativo e complementar.

O ozônio se mostra uma ferramenta fundamental para vida do paciente, segundo a revisão sistemática de Saraiva (2019) a recuperação com a ozonioterapia se mostrou mais rápida do que as outras terapias tradicionais levantadas em seu estudo.

Vasconcelos (2020) também demonstrou em seu estudo que a ozonioterapia mostra resultados individuais superiores no tratamento da DTM e as metanálises apontam para uma tendência de melhor efeito analgésico e funcional da técnica.

No trabalho defendido por Pereira (2021) ele demonstrou através de revisão sistemática e através de ensaios clínicos randomizados que a ozonioterapia foi eficiente no tratamento da sintomatologia relacionada à DTM, quando comparada a outros tipos de tratamentos conservadores.

Outros tratamentos como a acupuntura, o laser de baixa intensidade também demonstram um efeito satisfatória na melhora do caso, como demonstrado por Torteli (2019).

Também se mostrou promissora a associação da ozonioterapia nas rotinas odontológicas cotidianas da odontologia, inclusive para associações e otimização de ganho de tempo clínico, como observou Macedo (2020).

Bem que a ozonioterapia é fantástica já sabemos e o mais legal é que a literatura reforça o seu uso clínico seguro e eficaz, vale a pena conferir os links para uma leitura complementar e entender melhor o mecanismo de ação da técnica na abordagem do problema.

Mas agora você aprendeu fazer um equação de nova lógica matemática, ou seja obter maiores resultados, com um menor número de intervenção, efeitos adversos e ainda com ganho na estrutura funcional da região tratada, bem só dá para responder este cálculo com o ozônio mesmo.

Leituras complementares.

Tratamento de disfunção temporomandibular com ozonioterapia: revisão sistemática | Revista da Faculdade de Odontologia – UPF

01EditorialAozonioterapia.pdf (revistacirurgiabmf.com)
TEDE UPF: Avaliação da efetividade da acupuntura, ozonioterapia e do laser de baixa intensidade no tratamento da disfunção temporomandibular: um ensaio clínico randomizado

tese.igorpereira.2021_20211126080912906.pdf (solucaoatrio.net.br)
Repositorio Institucional UniGuairaca: Ozonioterapia: aplicações do ozônio de forma auxiliar no cotidiano odontológico

ih.gov)

Rafael Ferreira

Para baixar as informações e prescrições, preencha os dados abaixo

Clique no botão e faça o download do arquivo