O Banco de colágeno, você está investindo nisso?

O envelhecimento da pele é um processo biológico complexo que é consequência tanto do envelhecimento intrínseco ou Que o colágeno é um dos queridinhos do mercado estético, isso ninguém nega, mas precisamos esclarecer algumas coisas sobre este tema, inclusive trazer luz aos boatos e reforçar os fatos já constatados.

O colágeno é uma proteína fibrilar que conforma os tecidos conjuntivos e conjuntivos do corpo humano, essencialmente pele, articulações e ossos. Esta molécula é uma das mais abundantes em muitos dos organismos vivos devido ao seu papel conjuntivo nas estruturas biológicas. Devido à sua abundância, força e sua relação diretamente proporcional com o envelhecimento da pele, o colágeno ganhou grande interesse na indústria cosmética. Foi estabelecido que as fibras de colágeno são danificadas com o passar do tempo, perdendo espessura e força que tem sido fortemente relacionada com fenômenos de envelhecimento da pele.

Só que muita calma aí meu pessoal, para funcionar ele precisa de alguns pontos de tratamento industrial inicialmente.

Em formulações cosméticas ele não tem a função de reposição do colágeno danificado do tecido, como ele é uma macromolécula esta proteína nunca conseguiria atravessar a função barreira da pele, sua função é direcionada a superfície cutânea promovendo hidratação e um efeito de tração superficial, gerando uma sensação de lifting, mas isso não é a neocolagênese ainda, somente uma resposta enquanto ele estiver na superfície cutânea.

A sua aplicação mesoterápica também induz a hidratação da matriz, mas não é o responsável pela integração em uma nova matriz extracelular, mas vai auxiliar dar corpo para substância fundamental amorfa que reterá mais água.

Para a ingestão foi necessário identificar qual seria o fragmento e a concentração ideal que produziria colágeno, este fracionamento por hidrólises isola estruturas de pequeno tamanho molecular, denominada de peptídeos de colágeno.

Rodríguez (2016) fez um levantamento dos produtos com colágeno e indutores da produção dele que existem no mercado, atualmente, a biomolécula pode ser obtida por extração de fontes naturais, como plantas e animais, ou por sistemas de produção de proteínas recombinantes, incluindo leveduras, bactérias, células de mamíferos, insetos ou plantas, ou fibrilas artificiais que imitam características de colágeno como o polímero artificial comercialmente chamado de KOD. Devido ao seu aumento de uso, seu tamanho de mercado é avaliado em mais de USD 6,63 bilhões até 2025.

Várias fontes vêm sendo estudadas como base para o desenvolvimento de ativos seguros, embora as fontes de colágeno sejam abundantes, o surto de doenças variadas entre os animais terrestres representava ameaça à sua utilização em nosso cotidiano. Assim, uma sonda para uma fonte alternativa começou, que por sua vez revelou as imensas fontes marinhas inexploradas, como peixes, águas-vivas e alguns mamíferos marinhos. A descrição deste tipo de colágeno, suas características, fontes marinhas, extração, peptídeos de colágeno e suas atividades biológicas, uso potencial e aplicação em diversos campos foi apresentado no estudo de Felician (2018).

A hidrólise proteolítica proteica libera os peptídeos enigmáticos com muitas novas atividades biológicas não exibidas diretamente pela proteína parental, incluindo propriedades angiogênicas, antimicrobianas, mitogênicas e quimiotácticas. A pesquisa para entender o papel dessas regiões de peptídeos enigmáticos e fazer uso delas no campo da saúde é muito ativa e foi feita na revisão bibliográfica de Banerjee (2016). Tal entendimento poderia levar ao desenvolvimento de suplementos de peptídeos para muitas aplicações biomédicas.

Colágeno é bom e gostamos dele, mas é preciso entender que o processo de estímulo através de ingestão oral ou de procedimentos inflamatórios e da aplicação de Bioestimuladores na pele leva tempo para gerar resultados clínicos reais, somente se afirma presença de nova matriz de colágeno após 21 dias do início do tratamento.

E você anda cuidando do seu banco de colágeno?

Lembre-se que essa proteína só reduz com o tempo então procure um bom profissional, pois ele vai saber lhe indicar como realizar a suplementação oral e cutânea e quais técnicas seriam indicadas para abastecer o seu banco de colágeno.

Bibliografias:

Rodríguez MIA, Barroso LGR, Sánchez ML. Collagen: A review on its sources and potential cosmetic applications J Cosmet Dermatol. 2018 Feb;17(1):20-26.

Felician FF, Xia C, Qi W, Xu H. Collagen from Marine Biological Sources and Medical Applications.  Chem Biodivers. 2018 May;15(5):e1700557.

Banerjee P, Shanthi C. Cryptic Peptides from Collagen: A Critical Review. Protein Pept Lett.2016;23(7):664-72.

Rafael Ferreira

Para baixar as informações e prescrições, preencha os dados abaixo

Clique no botão e faça o download do arquivo